Depósito de Neuras


Compreendendo gênios.

O que é que tem no jazz que te atrai tanto?

Coloco a música que gosto de ouvir porque o filme é meu [ ri ]. Existe um certo tipo de jazz que é ótima música para comédia, porque é para cima e viva. Realmente não vou além da era do swing porque é importante que a batida seja simples, e a música, melódica. Seria difícil fazer uma trilha com o Charlie Parker e o Dizzy Gillespie - numa comédia. Dá para usar a música deles num filme sério. E de vez em quando dá para encaixar um Thelonious Monk.

Além disso, não consigo usar com facilidade a música dos meus ídolos. Nunca uso Jerry Roll Morton ou George Lewis. Só usei duas músicas de Sidney Bechet. Uma vez, em Poucas e boas, e só usei porque a letra [ de "Viper Mad" ] era ótima para a festa a que o Sean [ Penn ] vai no filme; usei também um disco muito, muito atípico do Sidney Bechet, em que ele toca "Tropical Mood Meringue", que ele não executou tão bem, e sem muito sucesso, e não é considerada parte de seu trabalho sério. Nunca consegui usar Louis Armstrong numa trilha sonora. Consegui colocá-lo num filme, como fiz em Memórias, mas, assim como Lewis e Bechet, não consigo usar Armstrong inocuamente como música de fundo; me incomodaria muito, a música deles é importante demais para mim.

Agora, eu realmente adoro muita gente que uso como música de fundo. Fiz muito sucesso com Ben Webster, Coleman Hawkins, Django Reinhardt, Erroll Garner, porque a música deles é altamente melódica e tem swing. Usei bastante Benny Goodman, que não é exatamente um ídolo para mim, embora eu adore como música de fundo.

[ Eric Lax, Conversas com Woody Allen, p. 400-401, Cosac & Naify ].



Escrito por Luís Fernando às 22h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  Mário Bortolotto
  Camilla Lopes
  Carol Bensimon
  Clareador Cerebral
  Bruna Beber
  Garfada
  Revista Malagueta
  Insanus
  Cecília Giannetti
  Joca Reiners Terron
  Carola Medina
  Angélica Freitas
  Revista Trip
  Blocos On Line
  Meus contos em Blocos
  A Garganta da Serpente
  Meus contos na Garganta
  Usina das Palavras
  Meus contos na Usina
  Pisar El Césped
  Bestiário
  Paralelos
  Psicodelia
  Rabisco
  Cove
  Rafa Prete
  Mal de Montano
  Estante Virtual
  Carmine
  Amanda
  Vanessa Riboldi
  Júlio César Corrêa
  Pips e Tisf
  Clarah Averbuck
  La Guitarra
  Menina Lunática
  As Filhas do Dono
  Déa Machado
  Be Blog Jazz
  Fernanda D'Umbra
  Cristiane Lisboa
  Bruno Galera
  Ana Paula Maia
  Monomulti
  Breviário de Decomposição
  Breviário das Horas
  Impedimento
  Jú Gross
  Jéssica Panazzollo
  Taxitramas
  Paulo Scott
  FlamengoNet
  Jorge Ferreira
  Gazeta Mundo Cão
  Editora Baleia
  Cosac e Naify
Votação
  Dê uma nota para meu blog